5 Tipos de Funcionários que toda pequena empresa precisa ter!

//5 Tipos de Funcionários que toda pequena empresa precisa ter!

5 Tipos de Funcionários que toda pequena empresa precisa ter!

2018-04-27T11:05:24+00:00

Nos últimos anos, muitas empresas foram afetadas pelas condições econômicas do nosso País, e as pequenas empresas foram atingidas mais duramente. Para essas empresas, a capacidade de ser ágil e adaptar-se rapidamente às condições econômicas em mudança pode ser a diferença entre fracasso e sucesso. No entanto, há um fator igualmente importante que afeta o destino de uma pequena empresa: seus funcionários.

Certamente empregados e talentos são a espinha dorsal de qualquer empresa, mas para as pequenas empresas seu papel pode ser ainda mais crucial, ter o equilíbrio certo de habilidades e personalidades tem a capacidade de fazer crescer ou quebrar uma pequena empresa. Resumindo, a melhor estratégia de negócios do mundo não significa nada sem as pessoas certas para executá-la. É por isso que, mais do que nunca, é fundamental considerar cuidadosamente cada posição e certifique-se de que cada funcionário cumpre seu papel da forma certa, realizando o necessário para o sucesso global da empresa.

Quando se trata da equipe para pequenas empresas, temos aqui os 5 “tipos” de funcionários que toda empresa deveria ter:

O Mentor: Muitas pequenas empresas não possuem os programas formais de treinamento e desenvolvimento que estão disponíveis em organizações maiores, mas isso não significa que seus funcionários não tenham a oportunidade de aprender no trabalho. Felizmente, há certas pessoas que nasceram para ensinar – mesmo que não esteja na sala de aula tradicional. Ter alguns funcionários que genuinamente querem compartilhar seus conhecimentos com outros podem tirar uma carga das mentes dos donos de pequenas empresas. Não só ele elimina o custo extra de contratação de treinamentos externos, mas também oferece uma camada de conhecimento institucional que apenas as pessoas de dentro de uma empresa possuem.

Esses “professores” internos podem estender suas lições além das habilidades técnicas e compartilhar alguns dos fatores exclusivos do negócio – a cultura, os processos e a forma como se encaixam na estratégia de negócios, por exemplo. Esta educação, em última instância, ajuda a preparar a próxima geração de líderes para a empresa, que também traz o benefício adicional de apoiar o desenvolvimento de um plano de sucessão, algo que normalmente é desafiador para proprietários de pequenas empresas.

O Perseguidor de Conhecimento: Nem todo funcionário nasceu para liderar, ou quer – e está tudo bem. O que é mais importante é que existem empregados que têm paixão pelo negócio e sede de conhecimento. Esses funcionários não estão satisfeitos com apenas saber o suficiente para fazer seu trabalho. Eles querem continuar aprendendo, seja no trabalho, através de cursos, de treinamento extra ou mesmo de pós-graduação. Este tipo de atitude é algo que pode afetar outros funcionários e, talvez, inspirá-los a promover sua educação de alguma maneira. Além disso, este funcionário também pode manter a liderança alinhada com as últimas tendências da indústria ou avanços técnicos, é sempre uma coisa boa se manter atualizado.

O Homem do Renascimento (ou Mulher): os proprietários de pequenas empresas costumam usar muitos chapéus – do executivo-chefe ao gerente de recursos humanos, por isso ajuda ter funcionários multifacetados. Pessoas que podem mergulhar em várias áreas da empresa, podem ser imensamente valiosas. Os patrões de pequenas empresas podem ficar sobrecarregados com a grande quantidade de trabalho a fazer em vários pontos ao longo do ano, com pessoal limitado para realizar tudo. Assim, com outros para fazerem malabarismos com alguns dos deveres, os proprietários podem se concentrar no crescimento e na estratégia.

O intensificador do Moral: Para cada pequena empresa que conseguiu prosperar apesar da recessão econômica, há várias mais que tiveram dificuldades, para as quais foi incrivelmente difícil de se manter respirando com a cabeça fora d’água. Trabalhar para uma empresa que está passando por dificuldades financeiras pode ter um impacto gravemente negativo na moral dos funcionários. É por isso que é imperativo ter algumas pessoas que possam encontrar os pontos brilhantes no que pode parecer a situação mais desesperadora. Pode não mudar os rumos da empresa, mas pode ter um efeito positivo na psique e na cultura dos funcionários, o que tem um impacto no dia-a-dia.

O Desafiador: ter funcionários que apoiam as decisões da administração 100 por cento nunca é uma coisa ruim, mas também é bom ter algumas pessoas ao seu redor que vão falar e desafiar o status quo – ou mesmo uma direção que a empresa está considerando. Rodear-se com pessoas que só falam “sim” não tem nenhum benefício para você como o proprietário ou o negócio em geral, simplesmente porque, obviamente, nem todas as ideias são brilhantes. Em vez disso, o que você deseja cultivar é uma atmosfera de debate e discussão saudáveis para ter certeza de que sua empresa tem fortes estratégias e ideias. De vez em quando, todos precisamos de um choque de realidade – e apenas as pessoas que estão vivendo e respirando seu negócio diariamente são capazes de dar tal choque.

Gerenciar negócios de qualquer tamanho nos dias de hoje não é fácil por causa das pressões financeiras que todos enfrentam e muitos argumentam que as pequenas empresas estão ainda mais em perigo. Ao garantir que sua empresa tenha esses cinco tipos de funcionários, você pode ter certeza de que sua combinação de funcionários será uma vantagem competitiva que pode ser alavancada para alcançar o sucesso.

E você, que tipo de profissional você é? Você está colaborando com o crescimento da empresa onde está?

Sou Marcus Mesquita, ajudo profissionais a Desenvolverem suas Carreiras.

Email: mesquita@improvetalent.com

Leave A Comment