Parque Ibirapuera ou Babilônia Moderna

//Parque Ibirapuera ou Babilônia Moderna

Parque Ibirapuera ou Babilônia Moderna

2018-04-27T10:59:06+00:00

Há mais de um ano que eu não ia ao Parque do Ibirapuera correr numa manhã de domingo e hoje consegui ir, mas pela falta de organização meu MP3 player estava sem bateria, o que na verdade foi uma dádiva, pois ao invés de ficar fechado num mundo a parte, escutando música ou um podcast, pude escutar os sons do parque.

Logo na entrada, um casal com um garoto de aproximadamente 3 anos caminhava na minha frente quando o menino apontou um papel de bala jogado no chão e o pai disse: -“é lixo meu filho”, o menino então fugiu da mão da mãe, pegou papel e saiu correndo em direção à uma lata de lixo gritando -“ati ati”….

Durante a corrida percebi quão eclético e babilônico é o Parque, passei por vários grupos de pessoas falando outras línguas, um grupo falando italiano, dois grupos falando espanhol, um grupo falando inglês, um casal conversando em Libras empurrando um carrinho com bebê, um grupo de orientais falando, me desculpem, mas não sei identificar a língua, se era mandarim, japonês ou coreano. Que riqueza cultural em um único lugar!

Em determinado momento parei em um bebedouro para tomar água e havia um homem de patins enchendo sua garrafinha e por algum motivo olhei para o patins, sério, não sei explicar porque, mas fiquei olhando para o patins e o rapaz então me perguntou: -“você anda (de patins)?” e eu respondi -“não, não sei andar e já sou muito velho para aprender”, e ele respondeu -“imagina, eu aprendi com 34 anos. Arruma um (patins) e vai lá na marquise (Marquise do Ibirapuera) sempre tem alguém para ajudar e para ensinar.”

Lembra do garotinho do início desse desse texto? Muitos “especialistas”, educadores, políticos, empresários, papais e mamães dizem que esses jovens são o futuro do nosso planeta, mas será que temos que esperar até lá ou a nossa geração ainda pode fazer a diferença e ter uma atitude como a do rapaz do patins e trazer uma mensagem boa, positiva, ter vontade de ajudar, se colocar à disposição e incentivar os outros a crescerem?

O que você acha? Adoraria ouvir os pensamentos e os comentários de vocês.

Leave A Comment